Hoje, a maioria dos consumidores passa grande parte de seu dia em ambientes digitais. Por isso, nada mais natural que os mesmos busquem por métodos cada vez mais simples e rápidos para realizar atividades diárias. Nesse sentido, marcas que não se preocupam com tal experiência do usuário em seus sites e blogs tendem a perder, e muito, a atenção e captação de clientes.

Visando melhor otimização de sites, mais empresas passaram a utilizar as conhecidas redes de distribuição de conteúdo. Como já sabido, o CDN (em inglês: Content Delivery Network), sistema interconectado de servidores em locais estratégicos, é projetado justamente para diminuir a distância de conteúdos distribuídos pela web, de modo que seja possível alcançar usuários o mais rápido possível, não importando sua localização.

Isso resulta numa menor latência, menor perda de pacotes e desempenho mais rápido – o que, no caso de streamings, se faz essencial para a existência de uma banda com maior velocidade de suporte e maior tráfego de dados.

Como a integração entre POPs e CDNs tem se tornado essencial para a experiência do usuário?

Grande parte do tráfego da internet advém do fornecimento de uma rede de entrega de conteúdo (CDN). Vejamos como exemplo um usuário do Canadá que deseja visualizar um conteúdo com origem em um servidor da Índia. O mesmo poderá ter problemas de carregamento caso a solicitação precise cruzar o Atlântico, por causa da distância.

Para solucionar esta situação, os CDNs armazenam uma versão em cache do conteúdo de seus sites em diversas localizações ao redor do mundo, e isso é o que chamamos de “pontos de presença” (POPs). Ou seja, nada mais são do que pontos de acesso estrategicamente localizados, com a função de melhorar ainda mais a capacidade de acesso e distribuição de conteúdo para as redes.

Apesar da entrega de conteúdos de website ser o mais comum para CDNs, estas também podem entregar uma grande variedade de conteúdo que vai de streamings de aúdio, vídeos com qualidade em HD ou 4K, downloads de software, jogos e até registros de dados.

Existem POPs no Brasil?

Sim! A SingularCDN possui pontos de presença (POPs) em todas as regiões brasileiras, localizadas nas principais cidades do país. Desta forma, você pode ter seu streaming entregue não só de maneira rápida, mas também segura!

Com uma tecnologia que permite direcionar o tráfego para diferentes servidores, tendo como base diversos critérios, é possível realizar um balanceamento de rede capaz de disseminar conteúdo tanto precisamente quanto instantaneamente.

O diferencial da SingularCDN

Como empresa com o maior número de servidores no Brasil e que consegue entregar conteúdos em baixa latência para todo o mundo, a SingularCDN busca solucionar alguns dos piores problemas que o usuário enfrenta no dia-a-dia: a lentidão. Por meio de um vasto time de especialistas e grande investimento em tecnologia, nosso foco está em construir a melhor experiência possível para os clientes.

Além da atuação com CDN, trabalhamos também com storage, streaming, otimização de imagem e segurança de dados, de modo a sempre manter o site ou negócio online de nossos clientes cada vez mais eficientes e rápidos e com a melhor performance de web.

Agora que você entendeu sobre as vantagens dessa integração entre POPs e CDNs, que tal pensar num processo de migração? Em caso de mais dúvidas, entre em contato com nossos especialistaspara responder suas perguntas e ajudar você nos primeiros passos dessa nova jornada!