Para fazer uma live streaming, dois requisitos principais são necessários: um hardware poderoso que consiga lidar com esta codificação do vídeo em tempo real e também uma boa velocidade de internet para realizar o upload.

Diante deste cenário, é importante considerar que a segunda característica permite transmitir o conteúdo desejado para a plataforma e deve ser capaz de fazê-lo com uma qualidade boa o suficiente para não prejudicá-lo neste processo.

Por essa razão, se você está considerando fazer uma live e quer que ela tenha uma boa imagem ou áudio para o seu espectador, confira agora como a velocidade pode impactar diretamente nisso e quais são as taxas apropriadas para que tudo corra bem. Entenda.

Pense na sua velocidade de forma ampla

Quando você cria um conteúdo em vídeo e deseja colocá-lo online, a taxa de upload presente na sua conexão – quase como uma taxa de download, mas ao contrário – é muito importante, em especial porque ela pode ser expressa Mbps e você precisa estar atento a este fator quando está fazendo uma live.

Isso porque o streaming de vídeo ao vivo pode ocupar muito da sua banda larga e essa quantidade irá depender de muitos fatores, como a codificação, o tipo de conteúdo que você quer transmitir na live, a plataforma que vai optar, a resolução escolhida e a taxa de frames do seu stream.

Geralmente, o YouTube demanda uma média de 128 kbps para o áudio e uma média de 1.500 a 4.000 kbps para a parte do vídeo. Portanto, se você estiver transmitindo um conteúdo com uma resolução de 720p e 30fps, basta uma velocidade de 4 Mbps, certo? Errado.

Como as velocidades tendem a oscilar bastante, o ideal é ter um buffer de 35% a 40%, o que elevaria a sua velocidade para 5,7 Mbps para tentar sustentar as instabilidades que, inevitavelmente, podem surgir.

As velocidades nas plataformas

Uma boa velocidade para a sua live streaming varia de uma plataforma para outra e também de acordo com quantos frames por segundo o seu vídeo possui, o que significa uma taxa de bits mais alta.

No Facebook, é possível transmitir vídeos a 720p com 30 a 60fps, o que demanda uma necessidade de até 5 Mbps. No entanto, a plataforma também fornece a opção de uma resolução máxima de 1080p, com 60 frames reproduzidos por segundo. Neste caso em especial, é interessante optar por uma velocidade que vai de 6 a 7 Mbps.

Já o YouTube Live, suas taxas podem ser um pouco mais complexas e variam a todo instante.

• Para uma resolução de 720p:

30 fps – velocidade variando de 2 a 5 Mbps

60 fps – velocidade entre 3 e 7,4 Mbps

• Para uma resolução de 1080p:

30 fps – velocidade entre 3,8 e 7,4 Mbps

60 fps – velocidade entre 5,6 e 11Mbps

• Para uma resolução de 1440p:

30 fps – varia entre 7,4 e 15,9 Mbps

60 fps – entre 11 Mbps e 22 Mbps

• Para uma resolução 4K:

30 fps – velocidade entre 15,8 e 41 Mbps

60 fps – entre 24Mbps e 61,5 Mbps

Levando isso em consideração, é possível conjecturar que o YouTube é o lugar ideal para quem quer mais qualidade em sua transmissão ao vivo, enquanto o Facebook parece ser um portal mais acessível para quem não tem tanta velocidade disponível.

Dê uma ajudinha à sua velocidade

Se você precisa dar uma forcinha para a sua velocidade ficar ainda mais rápida durante a live streaming, vale a pena obter uma conexão com fio durante a transmissão, uma vez que ela oferece menos interferência, além de mais estabilidade e melhor qualidade de fluxo.

Além disso, remova os dispositivos em excesso de sua rede, feche os programas e aplicativos em excesso em seu computador, use uma multitransmissão baseada em nuvem e mantenha o seu software e seu hardware atualizados, visto que drivers antigos podem tornar seu computador lento e prejudicar sua velocidade.

No mais, não se esqueça de contar com uma equipe que possa auxiliar neste processo. Nossa empresa atua em vários segmentos, como CDN, Storage, Streaming, Segurança e outros fatores que ajudam a manter o seu site ou negócio online. Conheça nossos serviços para streaming e saiba mais.