O mercado de Streaming se consolidou nos últimos anos atuando no segmento de vídeos gratuitos, a exemplo do Youtube, e tornou-se um modelo ainda maior de conteúdo pago com a chegada do Netflix. Para isso, um grande desafio precisou ser vencido, o Streaming lento.

O conteúdo de vídeo tem representado hoje uma fonte de tráfego de alta demanda. Em virtude disso, a alta transferência de dados gerados e o Streaming lento já criou tensão entre os provedores de serviços de Internet (ISPs) e empresas que oferecem entretenimento através do formato de vídeo.

Mas antes de apontar vítimas e culpados nessa briga é preciso avaliar as causas e buscar soluções, principalmente pelo formato de conteúdo que se consolidou no mercado e que já mostrou que tem potencial para gerar grandes negócios.

O Streaming de vídeo se consolidou como uma grande oportunidade

Com a consolidação de sites e aplicativos mobile voltados para o cliente, o conceito de fornecer conteúdo no formato de vídeo é cada vez mais crescente.

Por isso, o uso do formato audiovisual associado à crescente economia digital e ao aumento da adoção dos serviços na nuvem, fez com que vários novos produtos e serviços de vídeo fossem lançados nos últimos cinco anos.

Para se ter uma ideia do potencial de mercado que o Streaming de vídeo se tornou veja os recursos que estão sendo cada vez mais utilizados, além de compartilhamento tradicional.

  • Live Streaming para eventos em tempo real – Possibilitando transmitir shows, palestras, cursos, notícias em tempo real, entre outros;
  • Video On Demand – Transmissão de filmes e programas de TV por assinatura através de uma página Web ou aplicativo;
  • Jogos online – A execução de jogos através da Internet onde milhares de jogadores se conectam em servidores espalhados pelo mundo;
  • Vídeo conferências – Ferramentas de comunicação que utilizam recursos de vídeo para reuniões, contato entre funcionários, etc.

Como você pode ver são muitas as opções que surgiram com a popularização dos vídeos, e a tendência é aumentar cada vez mais. Entretanto, apesar de termos todos os recursos possíveis para o uso desta tecnologia, problemas de Streaming lento ainda são um grande desafio para as empresas.

É possível combater problemas de Streaming lento através da CDN

A barreira da tecnologia do lado servidor e do cliente já foram vencidas, já temos softwares adaptados ao armazenamento e reprodução de vídeos tanto em desktop quanto nos dispositivos móveis, hoje o maior desafio é a transmissão.

Basicamente a maior dificuldade está no meio por onde enviamos e recebemos o recursos de vídeos, a estrutura de rede fornecida para dar suporte a Internet apresenta vários problemas que impedem uma adoção ainda maior da tecnologia de vídeos online. As principais causas do Streaming lento são:

  1. Restrições de largura de banda;
  2. Latência alta;
  3. Alto custo para a transmissão de vídeo.

Além disso, os serviços móveis também estão sujeitos a alterações dinâmicas na rota de entrega, conforme o usuário percorre as células que fazem parte de cada torre de celular, ocasionando ainda mais problemas de travamento e lentidão.

As Redes de Entrega de Conteúdo (CDNs), surgem como solução para a entrega de vídeos de forma confiável e oferecendo uma melhor experiência aos clientes.

Essa entrega é feita através de uma distribuição composta por servidores geograficamente localizados e interconectados que fornecem conteúdo de Internet em cache a partir de um local da rede mais próximo de um usuário visando acelerar sua entrega.

O principal objetivo de um CDN é melhorar o desempenho da Web reduzindo o tempo necessário para transmitir conteúdo rico aos dispositivos conectados à Internet dos usuários.

A arquitetura utilizada pela CDN é projetada para reduzir a latência da rede, que geralmente é causada pelo transporte de tráfego por longas distâncias e por várias redes.

Desta forma, a eliminação da latência tornou-se cada vez mais importante. O fim do Streaming lento, por exemplo, fez com que mais conteúdo dinâmico fosse produzido, a exemplo dos vídeos, sendo entregues a um número crescente de usuários.

Os provedores de CDN, a exemplo da Singular CDN, hospedam conteúdo em cache em seus próprios pontos de presença de rede (POP) ou em centros de dados de terceiros.

Quando um usuário solicita um Streaming de vídeo de um site, o serviço de CDN redireciona a solicitação para o servidor mais próximo desse usuário e entrega o conteúdo em cache de forma eficiente e segura. Reduzindo as chances de qualquer problema de Streaming lento.

Para saber mais sobre como eliminar o problema de Streaming lento em seu site fique sempre de olho em nossos conteúdos, visite regularmente o nosso blog. Inscreva-se em nossa newsletter para não perder as novidades!