O sucesso do seu e-commerce depende da abordagem mobile-first, isso porque é cada vez maior a escolha dos consumidores em fazer suas compras a partir do conforto de casa ou por qualquer outro lugar que não seja uma loja física, como é o caso de computadores e smartphones.

A realização de compras online a partir do dispositivos móveis tem quebrado todos os recordes dos anos anteriores e se tornando um método popular. Pensando nisso, reunimos neste post, tudo o que você precisa saber sobre o conceito mobile-firsrt e os benefícios que pode trazer para o seu e-commerce. 

Por que o mobile-first aumentou em popularidade?

À medida que a tecnologia avança e cria experiências de compra mais simples e intuitivas, os consumidores ficaram mais confortáveis ​​e confiantes ao usar seus dispositivos móveis para fazer compras “on the go”.

Essa forte mudança de padrão de consumo levou o e-commerce mobile a ganhar terreno em relação ao varejo online tradicional, como afirma o site E-commerce Brasil:

“Varejistas que investem em vendas via app e web mobile já tem 48% das transações online feitas em dispositivos móveis.”

A otimização do e-commerce para usuários voltado ao mobile-first deve ser uma prioridade para os empreendedores de e-commerce, e para isso, há várias etapas importantes que as empresas on-line devem fazer para garantir que estão atraindo o tráfego máximo e convertendo as vendas em todos os seus canais digitais. Vamos destacar as três principais etapas:

  1. Tenha um e-commerce responsivo

Chega a ser inacreditável que ainda temos sites de varejo online que ainda não foram construídos em um formato responsivo, mas essa é a verdade. Ser capaz de atrair usuários móveis depende de ter um site que seja exibido corretamente em uma tela pequena e ainda permitir uma jornada fácil ao cliente.

  1. Desenvolva seu aplicativo

Os aplicativos para dispositivos móveis oferecem uma experiência de usuário altamente personalizada e colocam seus clientes fiéis ao alcance de suas mãos. Você pode aprender mais sobre eles rastreando seus hábitos e necessidades, oferecendo ofertas especiais e conteúdo personalizado.

  1. Invista em velocidade

65% das transações móveis globais ocorrem por meio de um site ou aplicativo para dispositivos móveis, porém, mesmo os maiores varejistas do setor enfrentam problemas com suas lojas virtuais. O tempo de carregamento e a lentidão são apenas algumas das reclamações feitas contra aplicativos e sites adaptados ao mobile-first.

Com a maioria das lojas de aplicativos incentivando seus usuários a avaliar suas compras, as respostas referente aos aplicativos e sites com problemas de performance são incrivelmente visíveis e podem afetar na conversão de futuras vendas.

Rede de Distribuição de Conteúdo amplia a capacidade do seu e-commerce

Uma rede de distribuição de conteúdo, também chamada de CDN (Content Delivery Network) é um grupo de servidores distribuídos geograficamente que fornecem conteúdo de Internet em cache de um local de rede mais próximo de um usuário para acelerar sua entrega.

Para uma estratégia de mobile-first, isso significa melhorar o desempenho da loja virtual ou aplicativo, reduzindo o tempo necessário para transmitir conteúdo aos dispositivos conectados à Internet dos usuários e garantindo a realização das transações online.      

Uma CDN é projetada para reduzir a latência da rede, causada geralmente pelo tráfego de longas distâncias e por várias redes. A eliminação da latência tornou-se cada vez mais importante, à medida que conteúdos dinâmicos, vídeo e o e-commerce são entregues a um número crescente de dispositivos móveis.

O Google está a seu favor

Um site não-responsivo ou a falta de um aplicativo voltado ao mobile-first não apenas espanta os consumidores de smartphones, como também pode prejudicar o tráfego direcionado ao seu site.

Para ajudar ainda mais nesse momento de transição, o Google introduziu uma atualização em seu mecanismo de busca que favorece os sites otimizados para dispositivos móveis e aplicativos.

Com esse posicionamento do Google, o mobile-first deixou de ser apenas uma iniciativa visando uma nova experiência ao usuário e passou a ser uma necessidade estratégica para as empresas, uma vez que os resultados das buscas passaram a ser impactados pelo uso da arquitetura voltada aos dispositivos móveis.

Continue em nosso blog e saiba outras dicas importantes que ajuda seu e-commerce ter um melhor posicionamento no Google e ser mais assertivo com os seus clientes. Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário!