Integrar vendas, marketing e alcançar clientes, essas são os ingredientes da receita para o comércio eletrônico, mas está faltando um elemento final e definitivo: a velocidade do seu e-commerce.

De nada adianta convergir a todos esses componentes se a performance do site não corresponder às expectativas dos consumidores. Se o tempo de resposta é longo e o site não carrega ou imagens demoram para aparecer, desculpe, mas provavelmente seu e-commerce já perdeu mais de uma venda.

Não deixe que a velocidade do seu e-commerce reduza o volume de negócios

Atualmente, os clientes pesquisam suas compras on-line antes mesmo de fazer uma visita a sua loja virtual e vêm armados com muitas informações. Esse consumidor capacitado já chega ao site decido realizar a compra de um produto ou serviço e por isso, a velocidade do seu e-commerce não pode ser o gargalo. Confira algumas dicas para otimizar seu site:

  1. Investir na experiência do usuário final é o mais importante

Em termos de desempenho, a experiência do usuário final ao tempo de resposta da transação do seu e-commerce poderá ser sinônimo de carrinho abandonado. Quando você clica em algo em sua loja virtual, o quão rápido ele responde?

O que é interessante saber não é realmente o quão rápido as mensagens vão e voltam, mas o elemento mais importante é como ele aparece para o usuário final, a exemplo de imagens e vídeos. A experiência que o seu site oferece é o que determina se o cliente terá sucesso na compra!

  1. Crie um ambiente de teste que reflita o comportamento do cliente

Você realiza os testes de sua loja através de um link dedicado ou utilizando um dispositivo móvel de última geração? Mas todos os seus clientes apresentam esse mesmo perfil?

O aplicativo pode ​​funcionar muito bem em um ambiente de teste, mas se você não tiver visto como ele funciona na Internet, especialmente na internet móvel, estará perdendo seu tempo e nunca saberá a real velocidade do seu e-commerce.

  1. Conheça a capacidade de sua loja virtual antes

Se preparando para anunciar uma promoção matadora, os estoques estão cheios e preparados para fazer a vazão de todos os pedidos. Será que sua loja tem capacidade de lidar com o volume de acessos sem comprometer a velocidade do seu e-commerce?

As empresas de comércio eletrônico precisam avaliar a capacidade de carga de trabalho que o site pode comportar. Isso ajuda a tomar decisões estratégicas a respeito da infraestrutura  do site nos períodos de maior volume de transações, a exemplo de feriados, Black Friday e final de ano.

  1. Monitore a velocidade do seu e-commerce

Faça isso principalmente para evitar falhas catastróficas. Talvez você não tenha tido tempo para testar todos os cenários ou chegar ao volume de usuários esperado e perdeu algo que permite a falha da sua loja virtual. Prejuízos à vista!

O ideal é ter uma solução para monitorar o site e a experiência do usuário final, informando quando você está começando a ter um desempenho lento, para que possa realizar ações em tempo real para encontrar o problema e a causa raiz.

  1. Use cada vez mais as redes de distribuição de conteúdo

As CDNs veiculam conteúdo estático e dinâmico para usuários em todo o mundo. Uma redes de distribuição de conteúdo (CDN) é um sistema interconectado de servidores colocados em locais estratégicos. Essa tecnologia é projetada para reduzir a distância que conteúdo o precisa viajar através das redes de longa distância para alcançar usuários, não importando onde estejam localizados.

O resultado é menos latência, menor perda de pacotes e desempenho mais rápido, o que melhora a experiência geral do usuário.

Não ser proativo quanto aos problemas de velocidade do seu e-commerce é um risco muito alto que você não deve correr. Aproveite as nossas dicas para sair na frente de seus concorrentes.

Outra dica fundamental é continuar nos acompanhando em nosso blog. Aqui publicamos o conteúdo necessário para ajudar na performance do seu negócio on-line.