O ano de 2019 marca a consolidação do streaming de vídeo como negócio em todo o mundo. O mercado de filmes e séries ganham novas plataformas para fazer forte concorrência ao Netflix.

Para se ter uma ideia, empresas como Amazon, Disney e Warner estão investindo pesado nesse segmento, e não podemos esquecer do próprio Google que além do Youtube, tem sua plataforma de filmes.

Além disso, empresas de diferentes segmentos descobriram o potencial dos vídeos para atender seus clientes de diferentes formas.

Da educação à distância ao marketing digital, o streaming de vídeo será o instrumento para várias iniciativas de empreendedorismo, de startups a gigantes do mercado, empresas de todos os segmentos e tamanhos vão adotar o recurso de vídeo em suas estratégias.

Mas para essa estratégia de negócio dar certo, é preciso estar preparado. E isso inclui, plano de negócio, marketing, gestão e principalmente uma infraestrutura de tecnologia que possa suportar o armazenamento e distribuição de filmes, aliado a alta demanda de usuários.   

Portanto,  este ano veremos o crescimento do uso de streaming direto ao consumidor e por essa razão, vamos falar fazer uma abordagem sobre o tema.

A importância do streaming de vídeo para as novas estratégias de negócio

Talvez você não tenha ideia do impacto do streaming de vídeo, somente em 2018, segundo a própria Netflix, a empresa adicionou 7,4 milhões de novos assinantes entre janeiro e março. A receita também cresceu 43% no ano passado (2017), para US$ 3,7 bilhões.

Além do forte crescimento, o que chama a atenção da Netflix, em especial a importância do streaming de vídeo, é que a está financiando seu próprio conteúdo em quantidades sem precedentes.

Este ano, por exemplo, a empresa está gastando US$ 8 bilhões em conteúdo, incluindo 700 programas de TV originais e 80 filmes, mais do que o dobro de qualquer outro estúdio, isso é quase cinco vezes o gasto anual da BBC na televisão. Não é a toa que a indústria de cinema está sentindo essa pancada e ficando atordoada.

E esse crescimento se expande para outros mercados e outras estratégias de negócio. A produção de vídeos ficou acessível e seu compartilhamento passou a ter um baixo custo. Produtores de conteúdo, escolas e centros de treinamento, entre outros segmentos de mercado, enxergam no streaming de vídeo uma oportunidade de crescimento em potencial.

O desafio do streaming de vídeo

Como foi dito no início do artigo, a distribuição do streaming de vídeo não é simples. Apesar de ser um negócio que está transformando a indústria de vários segmentos, necessita de uma estrutura tecnológica adequada para suporte a demanda. Vale destacar dois pontos principais.

  • Limitações de largura de banda

A indústria experimentou grandes avanços em banda larga, resoluções de vídeo e streaming. No entanto, vídeos com resolução mais alta e recursos de largura de banda maiores apresentam novos desafios, já que as redes têm maior probabilidade de experimentar uma crise de largura de banda.

  • Questões de latência e confiabilidade

Com resoluções e taxas de bits mais altas, grandes quantidades de dados estão sendo entregues – e esse volume de atividade pode resultar em problemas de latência e confiabilidade. Como espectadores, todos nós já vivenciamos esse cenário, em que o fluxo de vídeo é interrompido ou desaparece completamente em um momento crucial da apresentação.

Como o número de consumidores assistindo a vídeos on-line continua aumentando, essas questões ligadas a largura de banda, latência e confiabilidade são críticas. Os espectadores esperam fluxos de vídeo de alta qualidade, e eles vão querer assistir seu conteúdo de escolha na resolução mais alta disponível.

Por isso, temos um aspecto crítico que pode comprometer os investimentos realizados pelas empresas e produtores de conteúdo, em um mercado em franca expansão. É preciso aproveitar os bons ventos, porém, com a estrutura necessária para surfar essa onda.

A tecnologia CDN é fundamental para o sucesso do streaming de vídeo

Para garantir que a qualidade de vídeo seja mantida e sua alta disponibilidade seja garantida existem alguns caminhos a serem percorridos por produtores de conteúdo e distribuidores e fornecedores de streaming de vídeo.

A primeira delas é ter uma compactação da mídia sem que ocorra perdas de qualidade. Ela se faz necessária para que a transferência do streaming se mantenha fiel nos padrões esperados pelos consumidores.

A solução para prevenir a latência e os demais problemas é usar uma abordagem de agregar a infraestrutura de distribuição a tecnologia CDN (content delivery network).

Ao adotar uma rede de distribuição de conteúdo, como também é conhecida essa tecnologia, produtores e distribuidores de streaming podem utilizar melhor a rede com os menores tempos de pacote de vídeo quando mais precisam.

Esta solução permite um escalonamento da distribuição do conteúdo, alcançando públicos alvos maciços, sem que ocorra a perda da qualidade dos vídeos e esperada pelos consumidores.

Com os recursos disponíveis pela tecnologia CDN, os distribuidores de conteúdo poderão ir além das capacidades de largura de banda, latência e confiabilidade para entregar filmes, séries, treinamentos online, shows e palestras, oferecendo qualidade e alta performance esperada por seus clientes.

A SingularCDN é especialista em aceleração, segurança na nuvem e entrega de conteúdo. Estamos prontos para encurtar o caminho do seu streaming de vídeo até seu cliente. Entre em contato agora mesmo com os nossos especialistas e saiba como podemos otimizar o seu negócio online.